in

Benefícios da dança para a saúde física, mentais e emocional

Quais são os benefícios físicos da dança?

Conheça os 8 benefícios da dança para a saúde

 

Há algo especial em balançar ao som de uma boa música, que parece apagar nossos problemas.

 

Talvez seja o ritmo de suas músicas favoritas ou a aceleração dos batimentos cardíacos que te faça querer levantar do sofá e correr para dançar. Ou talvez seja o desafio de dominar os movimentos mais complicados, e a alegria que eles trazem.

 

Independentemente de suas razões, uma coisa é certa: os benefícios de saúde física, mental e emocional da dança são infinitos.

 

Benefícios da dança

Se você tem 80 anos ou 8 anos, participar de atividades físicas que envolvem dança vai mudar você.

 

De uma melhor saúde física e mental a um aumento do bem-estar emocional e social, remexer-se ao som da música pode transformar sua vida.

 

Benefícios físicos

A dança é um exercício aeróbico e, portanto, os benefícios físicos dela serão semelhantes aos de todas as outras atividades cardiovasculares.

 

 

  • Melhora a saúde cardiovascular

 

 

Os benefícios de saúde trazidos pela dança são alinhados com as diretrizes de atividade física para adultos, que afirmam que os adultos devem fazer:

 

  • De 150 minutos a 300 minutos por semana de exercício de intensidade moderada, ou
  • De 75 minutos a 150 minutos por semana de atividade física intensa.

 

O dançarino profissional de dança de salão e personal trainer Leon Turetsky diz que todos os estilos de dança são ótimos exercícios aeróbicos, já que sua frequência cardíaca é desafiada pela execução de diferentes movimentos.

 

 

  • Melhora o equilíbrio e a força

 

 

O dançarino profissional Jonathan Tylicki, diretor de educação de um estúdio de dança, diz que uma das razões pelas quais a dança é uma ótima forma de condicionamento físico é porque incorpora movimentos em todos os eixos e direções.

 

“Movimentos que normalmente fazemos em nossa vida cotidiana, como caminhar, subir escadas e exercícios comuns como esteiras e ciclismo, ocorrem no plano sagital, mas a dança trabalha seu corpo em todos os planos, incluindo os laterais e os rotativos, que ativam e condicionam todos os músculos, o que significa que nenhum músculo é esquecido”, diz ele.

 

Esse tipo de exercício não apenas aumenta a força, mas também melhora o equilíbrio.

 

 

  • Pega leve com o corpo

 

 

Muitas formas de dança, como a dança de salão, são apropriadas para pessoas com mobilidade reduzida ou problemas crônicos de saúde.

 

Se você tiver preocupações com a intensidade de uma aula, converse com seu médico e o instrutor antes de iniciá-la. Eles podem ajudá-lo com quaisquer modificações, se necessário.

 

Benefícios mentais

 

 

  • Aumenta o desempenho cognitivo

 

 

Se você precisar de um motivo para se mexer, considere o seguinte: muitas pesquisas mostram como a dança pode manter e até aumentar sua capacidade cognitiva conforme envelhece.

 

Mas como isso funciona? Bem, de acordo com alguns estudos, as áreas do cérebro que controlam a memória e as habilidades cognitivas, como planejamento e organização, melhoram com exercícios como a dança.

 

Além disso, ao contrário de outras formas de exercício, a dança tem os benefícios adicionais de melhorar o equilíbrio através do ritmo e da música.

 

 

  • Desafia seu cérebro

 

 

Se você já tentou dançar sapateado, sabe exatamente o que queremos dizer com “desafia o seu cérebro”.

 

Tylicki ressalta que a força cerebral requerida ao dançar, especificamente, exige que você se concentre tanto na constante mudança de passos, quanto na correção de movimentos e padrões.

 

Esta é uma excelente forma de exercício mental, independentemente da sua idade.

 

Benefícios emocionais

 

 

  • A dança é um exercício inclusivo

 

 

Uma das melhores coisas sobre dança é que qualquer pessoa pode participar. Se você é capaz de se mover, mesmo que seja apenas a parte superior do corpo, você pode dançar.

 

Essa democratização é o que torna a dança tão popular entre as pessoas que normalmente evitam outras formas de exercício.

 

 

  • Pode ser uma atividade social

 

 

Você pode até querer dançar escondido, mas a dança pode ser um baita agregador social.

 

Quer você participe de uma aula de dança de salão ou de dança do ventre, dance com os amigos ou se sacuda com seus filhos ou netos, estar perto de outras pessoas enquanto dança é bom para sua saúde social e emocional.

 

 

  • Ajuda a melhorar o seu humor

 

 

“Movimento e dança são extremamente expressivos, o que pode permitir que você se liberte e se  solte”, disse Tylicki. É este “soltar” que melhora sua saúde mental e emocional, reduzindo o estresse, diminuindo os sintomas de ansiedade e depressão e aumentando sua auto-estima.

 

Benefícios para crianças

Movimentos ritmados são naturais para as crianças, e quando você envolve um pequenino em aulas de dança frequentes, os benefícios só melhoram.

 

A dança não apenas permite que as crianças gastem sua energia, mas também é uma ótima maneira (e geralmente segura) de se expressar.

 

O dançarino da Broadway, coreógrafo e instrutor de dança fitness Joseph Corella diz que o lado artístico da dança oferece às crianças a oportunidade de aprender a falar outro idioma: o idioma do movimento.

 

O treinamento em dança também ensina às crianças que a dedicação compensa.

 

“Se eles continuarem se esforçando na aula, literalmente verão os resultados no espelho. É uma maneira concreta para as crianças verem que controlar suas ações e ouvir a orientação dos professores, associado ao trabalho duro, leva a resultados positivos ”, disse Corella.

 

Turetsky ressalta que a dança também ajuda as crianças a aprender disciplina, porque precisam memorizar e executar etapas e movimentos corporais específicos que exigem prática e perseverança.

 

Por fim, diz Turetsky, eles aprendem a trabalhar em equipe, tendo que coordenar com outros dançarinos para alcançar um objetivo comum, que se traduz em muitas áreas diferentes da vida.

 

Benefícios por tipo de dança

 

Todos os estilos de dança, que vão do balé tradicional, ao Bollywood e ao funk, trazem benefícios físicos, mentais e emocionais. A chave de como a dança o beneficiará é encontrar o estilo que você mais gosta.

 

Aqui estão alguns tipos para você começar:

 

Balé

Esta é uma forma de dança muito elegante e técnica, e é perfeita para todas as idades. O ballet é universalmente conhecido como o estilo fundamental de todas as outras danças, porque você desenvolve um entendimento básico de:

 

  • passos
  • equilíbrio
  • cronometragem
  • giros
  • flexibilidade
  • controle do núcleo corporal

 

Dança do ventre

A dança do ventre é um ótimo estilo para iniciantes, especialmente se você quiser aprender a se expressar usando os músculos do estômago, o núcleo, os braços e os quadris.

 

“É um estilo de dança muito rítmico e divertido”, disse Turetsky. É mais adequado para adultos do que crianças.

 

Hip-hop

“O hip-hop é uma forma de dança muito livre e crua, na qual você se expressa à música com todo o seu corpo”, explica Turetsky.

 

O hip-hop é um estilo perfeito para todas as idades e é especialmente bom para quem quer dançar música popular e moderna, com muita personalidade e estilo.

 

Sapateado

“Treinar sapateado é como fazer uma aula de teoria musical com seu corpo”, disse Corella.

Os dançarinos de sapateado aprendem a ouvir diferentes camadas de música, subdividir ritmos e criar camadas adicionais e complementares de ritmo em cima da música.

 

“Eles são instrumentistas e dançarinos ao mesmo tempo, fazendo parte da percussão da música”, acrescentou.

 

Dicas para dançar bem

Todos os especialistas concordam que o mais importante é se divertir. Mas tirando isso, algumas outras dicas incluem:

 

Deixe a insegurança e o medo para trás

O primeiro passo para dançar bem é deixar de lado sua insegurança e medo. Isso é verdade independentemente do seu nível.

 

“Dançar – seja na frente de um espelho, em uma classe ou no meio da pista de dança em uma boate – exige que você silencie aquela voz em sua mente que diz que você não pode fazer isso ou que as pessoas estão julgando você ”, diz Corella.

 

A dança, diz ele, exige que você confie em si mesmo, confie no seu treinamento e se dê permissão para voar.

 

Comece com uma base boa

Turetsky recomenda que todos façam algum treinamento de balé, mesmo que você queira se concentrar em um estilo de dança diferente.

 

Isso ocorre porque “o balé ensina o alinhamento corporal adequado e como usar seu núcleo, para que, independentemente do movimento que você faça, você possa encontrar o equilíbrio”, explica ele.

 

Pratique por conta própria

Embora ter aulas de dança seja muito importante, Turetsky diz que você também deve praticar por conta própria para solidificar as informações e garantir que seu corpo desenvolva a memória muscular apropriada. Nada como ter um espelhão em casa para treinar você mesmo, hein?

 

Domine o ritmo e timing antes de querer inventar moda

Muitas pessoas se concentram na parte que consideram divertida imediatamente, diz Turetsky, pulando a técnica e indo direto para o “estilo”.

 

Mas se você estiver em uma aula para aprender um estilo específico de dança, Turetsky diz que você precisa primeiro entender o ritmo e o timing, e só então adicionar seus próprios movimentos, personalidade e estilo.

 

Posicione-se corretamente na aula

Você pode fazer isso ficando mais perto do meio da turma, em vez de nos cantos.

 

“Isso é especialmente útil para iniciantes, pois você pode ver bem o instrutor, e o instrutor pode vê-lo e ajudar a fazer as correções”, explica Tylicki.

 

Como começar a dançar

Apesar de dançar ser fácil, e bastar ligar algumas músicas e se movimentar pela sala, existem maneiras mais formais de aprender diferentes estilos de dança e técnica de dança.

 

Aqui estão algumas maneiras de começar a dançar.

 

Escolha o estilo de dança que mais lhe interessa

O primeiro passo é escolher um estilo ou dois que você mais gosta de aprender. Em seguida, faça uma pesquisa sobre esses estilos para descobrir a melhor maneira de aprender seus métodos e técnicas.

 

Faça uma aula em um estúdio de dança

Se você está pronto para receber instruções formais, começar em um estúdio de dança é a melhor opção. A maioria dos estúdios tem aulas para iniciantes até profissionais.

 

Escolha o estilo que você deseja experimentar e inscreva-se em uma aula de introdução ou iniciante. Se você não sabe por onde começar, converse com o proprietário do estúdio ou o instrutor das aulas em que está interessado.

 

Faça uma aula em uma academia

Muitas academias oferecem aulas relacionadas à dança, como:

 

  • Pilates
  • Zumba
  • Dança cardio
  • Hip-hop

 

Assista aulas online

Existem vários programas online que o guiarão pela dança.

Além dos serviços que oferecem aulas formais, o YouTube também abriga ótimos clipes e dicas sobre dança, que além de tudo são gratuitos. Se tiver como, projete os vídeos na sua TV e acompanhe com maior liberdade.

 

Conclusão

 

Os benefícios da dança abrangem todas as áreas da saúde, incluindo física, mental e emocional. Não apenas oferece a você uma maneira de se expressar e se divertir, mas também é um ótimo exercício para preencher as recomendações semanais.

 

Então, chame um amigo, participe de uma aula para iniciantes ou introdutória e coloque os quadris para mexer!

Written by hello

hidroginástica: 10 Benefícios da hidroginástica para emagrece e perde barriga

12 benefícios da natação para seu corpo, saúde e qualidade de vida