in ,

Dieta branda: O que é uma dieta branca e o que você pode ou não comer nela

Como fazer a dieta branda e quais suas vantagens

O que é dieta branda

Uma dieta branca inclui alimentos pobres em fibras, que têm uma consistência leve e não exigem muito do sistema digestivo. Dietas brancas também são conhecidas como dietas leves, de pouco resíduo, ou dietas gastrointestinais.

 

Pode ser que seu médico recomende uma dieta branda, caso você esteja passando por inflamação gastrointestinal causada por infecções, diverticulite ou crises de doenças crônicas, como a doença de Chron ou colite ulcerativa.

 

Outras condições gastrointestinais, incluindo refluxo ácido e úlceras, podem ser aliviadas também com uma dieta leve.

 

Além de seguir recomendações alimentares específicas, quem segue uma dieta branca deve fazer refeições menores, com maior frequência, bem como comer mais devagar e evitar deitar logo após a refeição.

 

Neste artigo, te ensinamos sobre as opções de alimentos para quem quer ou precisa seguir uma dieta branda. Mostramos como ela funciona, e qual a posição da ciência sobre o assunto.

 

Alimentos liberados

 

É importantíssimo que antes de mudar a dieta, você verifique suas necessidades alimentares com seu médico, para não adotar nenhum hábito novo prejudicial.

 

Todos os alimentos adotados pela dieta branda devem ser macios, com pouca gordura, pouca fibra e em geral fáceis de digerir. Além disso, é imperativo evitar os temperos e sabores pesados. A chave dessa dieta é que as comidas sejam básicas, sem qualquer firula.

 

Todos temos reações diferentes aos alimentos que comemos. Mas geralmente uma dieta branda funciona ao eliminar comidas que causam problemas digestivos, como inchaço, diarreia, gases e náusea.

 

Já que certas pessoas podem estar já sofrendo com alguns sintomas gastrointestinais em decorrência de condições de saúde ou apenas de seu funcionamento digestivo particular, a meta dessa dieta é evitar alimentos que piorem essa situação, causando sintomas adicionais.

 

Alguns dos alimentos recomendados são:

 

  • carnes macias, como peixe, porco, carne bovina e aves
  • tofu
  • caldos
  • manteiga de amendoim homogênea
  • ovos
  • legumes descascados e sem sementes bem cozidos, como batatas, abóbora e cenoura
  • leites vegetais, como leite de amêndoa, leite de arroz, leite de linhaça e leite de coco
  • sucos de frutas, embora pessoas com refluxo ácido possam precisar evitar sucos cítricos
  • pudins e mousses
  • grãos refinados, como arroz, pão branco e macarrão
  • laticínios, se não for alérgico ou intolerante
  • chá preto fraco, chá verde e alguns chás de ervas

 

Alimentos proibidos

 

Na dieta branda, você deve evitar comidas firmes, ricas em fibra, gordura, apimentadas ou que causem gás. Essas comidas incluem:

 

  • carnes duras e gordurosas e carnes com tripas, como linguiças
  • frituras
  • legumes
  • carne picante, temperada, curada ou defumada, incluindo peixe
  • vegetais que podem desencadear flatulência, como repolho, couve de Bruxelas, brócolis, pepino e milho
  • queijos fortes, como queijo azul
  • laticínios gordurosos, como chantilly
  • picles
  • chucrute
  • alimentos ricos em açúcar
  • nozes e sementes
  • cereais, pães, bolachas e massas integrais
  • manteiga de amendoim com pedaços
  • fruta seca
  • vegetais crus
  • vegetais que causam gases, incluindo brócolis, couve de Bruxelas, couve, cebola, pimentão e couve-flor
  • cereais ricos em fibras
  • doces fritos, como rosquinhas
  • glúten, se não tiver nenhuma intolerância

 

Outras comidas e bebidas podem até não ter muita fibra, mas causar irritação gastrointestinal em algumas condições, como refluxo ácido:

 

  • álcool
  • certas especiarias e condimentos, incluindo pimenta, molho picante e molho barbecue
  • temperos fortes, como alho, rábano e pimenta
  • bebidas com cafeína, como chá e café
  • frutas cítricas
  • produtos de tomate

 

Por que seguir uma dieta branda?

 

O objetivo da dieta branda é basicamente dar um descanso para seu sistema digestivo. Alimentos ricos em fibras são de mais difícil digestão; por isso, quem segue uma dieta branca os evita.

 

Para quem passa por uma crise da doença de Chron, ou colite ulcerosa, uma dieta leve pobre em fibras pode ajudar a reduzir o número e intensidade de movimentos intestinais.

 

Para quem sofre de irritação gastrointestinal, eliminar alimentos ácidos pode ajudar a evitar maiores irritações.

 

Cirurgiões podem recomendar, ainda, que aqueles prestes a se submeterem a procedimentos cirúrgicos ou médicos envolvendo o sistema digestivo adotem uma dieta branda ou leve.

 

Pesquisas sugerem que certas formas de jejum podem também ser úteis para combater desconforto digestivo, porque levam à regeneração das células intestinais ao dar ao intestino um descanso completo.

 

Mas essa dieta é segura?

 

Uma dieta branda não deve ser adotada por longos períodos. Ela é feita para ser seguida apenas por um certo tempo, e apenas quando necessário. Depois que uma pessoa se recupera, ou apresenta melhoras em sua condição de saúde, o médico provavelmente recomendará o aumento gradual da quantidade de fibras em sua dieta.

 

Isso porque a fibra oferece muitos benefícios à saúde, e uma dieta sem elas pode afetar negativamente a saúde, se seguida por muito tempo.

 

A ingestão de alimentos ricos em fibras pode ajudar a reduzir os níveis de colesterol ruim, estabilizar o açúcar no sangue, nutrir as boas bactérias intestinais e ajudar no controle do peso.

 

A ciência por trás da dieta branda

 

Na realidade, não há muitos estudos científicos sobre a eficácia de uma dieta branda.

 

O objetivo da dieta é evitar o consumo de alimentos conhecidos por causar sintomas gastrointestinais, como gases e diarréia. A dieta também promove a ingestão de alimentos mais macios e leves, pois comidas muito temperadas podem exacerbar sintomas como náuseas.

 

Como nem todo refluxo tem os mesmos sintomas ou causas, não há evidências que apontem para uma limitação generalizada de alguns alimentos.

 

Essa falta de evidência levou profissionais da área a acreditarem não haver motivos para sugerir a eliminação de alimentos como chocolate, cafeína, condimentos, frutas cítricas ou bebidas gaseificadas da dieta de pessoas com refluxo.

 

A maneira correta, de acordo com eles, é fazer uma dieta de eliminação individual, que seja capaz de apontar quais alimentos são maléficos e benéficos para cada um.

 

Quais os riscos?

 

Por ser pobre em fibras, a dieta branda pode causar constipação, já que elas são agentes importantes na regulação dos movimentos intestinais. Uma dieta branda a longo prazo também pode prejudicar a saúde em geral, porque as fibras alimentam as bactérias saudáveis que ficam no nosso intestino.

 

Conclusão

 

Uma dieta leve e branda pode sim beneficiar pessoas que estão passando por algum problema gastrointestinal e precisam de tempo para curá-lo. Os alimentos ingeridos nessa dieta devem ser fáceis de digerir e não devem causar dor ou outros sintomas.

Written by hello

Chá de sene emagrece? Para que serve e como tomar

Dieta 17 dias: Como emagrecer de forma saudável e rápida em apenas 17 dias!