in

Como aumentar a testosterona: 8 meios naturais comprovados

Como aumentar a testosterona rápido com 8 técnicas infalíveis

Antes de tudo, o que é a testosterona?

 

A testosterona é o principal hormônio sexual masculino, mas as mulheres também o têm, em menores quantidades.

 

É um hormônio esteróide, produzido nos testículos e nos ovários, e nas glândulas supra-renais, em menor quantidade.

 

A produção de testosterona é um dos principais causadores de mudanças físicas durante a puberdade dos meninos, como o aumento de músculos, mudança na voz e crescimento de pêlos.

 

No entanto, a testosterona é importante ao longo de toda a vida adulta, e até mesmo durante a velhice, para uma vida saudável, com menores riscos de doença e melhor função sexual, entre outros benefícios.

 

Além disso, níveis mais altos de testosterona podem causar ganhos mais rápidos de massa muscular, e maior vitalidade – em algumas poucas semanas.

 

Apesar de ser um hormônio predominantemente masculino, a testosterona também desempenha um papel importante na saúde feminina, especialmente na vida sexual.

 

As pesquisas são claras: ambos os sexos devem ter níveis saudáveis de testosterona, especialmente ao envelhecer.

 

Por isso, trazemos 8 métodos cientificamente comprovados para aumentar o seu nível de testosterona naturalmente.

 

 

1. Exercício e treino de resistência

 

 

O exercício é uma das maneiras mais eficazes de prevenir várias doenças diretamente relacionadas com o estilo de vida, e aumentar a testosterona.

 

Uma ampla análise descobriu que que pessoas que se exercitam com regularidade têm níveis mais altos de testosterona. Em idosos, os exercícios também aumentam os níveis de testosterona, bem como o condicionamento físico e o tempo de reação.

 

Novas pesquisas em homens obesos sugerem que aumentar o exercício é melhor do que até mesmo seguir uma dieta de emagrecimento, no que tange a testosterona.

 

O treino de resistência, ou levantamento de peso, é o melhor tipo de exercício para esses fins, embora todo e qualquer tipo de exercício funcione, até certo ponto.

Cafeína e creatina são suplementos úteis para aumentar ainda mais os níveis do hormônio, quando combinados com um regime de exercícios.

 

 

2. Tenha uma alimentação balanceada

 

 

O que você come influencia muito a sua testosterona, bem como outros hormônios.

 

Por isso, é imprescindível prestar atenção na alimentação, assumindo uma estratégia de longo prazo envolvendo a dieta. Isso porque dietas excessivas podem atrapalhar os níveis de testosterona.

 

A ingestão suficiente de proteínas pode ajudar a manter níveis saudáveis do hormônio, e ajudar na perda de gordura, o que também parece regular a testosterona.

 

Os carboidratos também não podem ser menosprezado, pois desempenha um papel importante nessa regulação, otimizando os níveis de testosterona durante o treino de resistência. Da mesma forma, as gorduras saudáveis devem ser consumidas em quantidades suficientes para expressar benefícios para a saúde, em geral, e os hormônios sexuais, mais especificamente.

 

A melhor opção de dieta é uma rica em alimentos integrais, com equilíbrio de gordura, proteína e carboidratos. É esse equilíbrio que pode otimizar os níveis hormonais, e preservar a saúde a longo prazo.

 

 

3. Reduza o estresse e minimize os níveis de colesterol

 

 

Não é de hoje que a ciência demonstra os perigos do estresse continuado, que pode elevar os níveis do hormônio cortisol.

 

Elevações não naturais do cortisol podem reduzir rapidamente a testosterona. Esses hormônios funcionam como uma gangorra: quando um sobe, o outro desce.

 

O estresse e alto cortisol também estão relacionados com o aumento da ingestão calórica, ganho de peso e armazenamento de gordura visceral. Por sua vez, essas alterações tendem a afetar negativamente os níveis de testosterona.

 

Para garantir uma vida saudável e bons níveis hormonais, o ideal é reduzir ao máximo as situações estressantes cotidianas.

 

O lance é seguir uma dieta integral, fazer exercícios regularmente, dormir bem, se divertir e levar um estilo de vida mais equilibrado. Tudo isso vai influenciar o seu nível de estresse, reduzindo-o e melhorando a saúde e testosterona.

 

 

4. Pegue sol, ou tome vitamina D

 

 

Os suplementos de vitamina D estão se tornando rapidamente os suplementos mais comuns no mundo todo.

 

E não é a toa, pois pesquisas mostram que a vitamina D traz vários benefícios à saúde, e funciona como um impulsionador natural da testosterona.

 

Apesar de ser uma vitamina super importante, quase metade da população americana é deficiente em vitamina D, e mesmo a metade não deficiente não costuma alcançar os níveis otimizados.

 

Um estudo de 12 meses constatou que suplementar a alimentação com 3.000 UI de vitamina D3 aumenta os níveis de testosterona em cerca de 25%.

 

Nos idosos, a vitamina D e o cálcio também otimizam os níveis de testosterona, o que leva a um risco reduzido de quedas.

 

Para aumentar a testosterona e colher os outros benefícios da vitamina D, tente pegar sol regularmente ou tomar cerca de 3.000 UI de um suplemento de vitamina D3 diariamente.

 

 

5. Tome suplementos

 

 

Embora os benefícios das multivitaminas sejam muito debatidos, vitaminas e minerais específicos podem ser benéficos.

 

Em um estudo, os suplementos de zinco e vitamina B aumentaram a qualidade do esperma em 74%. O zinco também aumenta a testosterona em atletas e aqueles que são deficientes em zinco.

 

Outros estudos sugerem que as vitaminas A, C e E podem desempenhar um papel nos níveis de hormônio sexual e testosterona, embora sejam necessárias mais pesquisas.

 

De todas as vitaminas e minerais disponíveis, a pesquisa sobre testosterona mostra que os suplementos de vitamina D e zinco podem ser os melhores.

 

 

6. Durma bem

 

 

Dormir bem é tão importante para sua saúde quanto dieta e exercício.

 

Também pode ter efeitos importantes nos seus níveis de testosterona.

 

A quantidade ideal de sono varia de pessoa para pessoa, mas um estudo descobriu que dormir apenas 5 horas por noite estava associado a uma redução de 15% nos níveis de testosterona.

 

Um estudo de longo prazo observou que aqueles que dormiam apenas quatro horas por noite tinham apresentarem níveis quase deficitários.

 

Outros estudos de longo prazo apóiam isso. Um estudo calculou que, a cada hora adicional de sono, os níveis de testosterona aumentam em 15%, em média.

 

Embora algumas pessoas pareçam se sair bem com menos sono, as pesquisas sugerem que 7 a 10 horas de sono por noite são a melhor opção para manter a saúde a longo prazo, e para melhorar os níveis de testosterona.

 

 

7. Experimente impulsionadores naturais de testosterona

 

 

Apenas alguns impulsionadores naturais da testosterona têm apoio de estudos científicos.

 

A erva melhor pesquisada é a ashwagandha.

 

Um estudo testou os efeitos desta erva em homens inférteis e encontrou um aumento de 17% nos níveis de testosterona e um aumento de 167% na contagem de espermatozóides.

 

Em homens saudáveis, o ashwagandha aumentou os níveis em 15%. Outro estudo descobriu que a erva foi capaz de reduzir o cortisol em cerca de 25%, o que consequentemente pode ajudar a regular os níveis de testosterona.

 

Extrato de gengibre também pode aumentar sua testosterona! Além disso, é uma erva deliciosa que oferece vários outros benefícios à saúde.

 

Mas precisamos entender que a maioria das pesquisas sobre o gengibre foi feita em animais, e não humanos. No entanto, um estudo em seres humanos inférteis descobriu que o gengibre pode aumentar os níveis de testosterona em 17%, e aumentar os níveis de outros hormônios sexuais também.

 

Outras ervas populares que gozam de algum apoio científico são mucuna pruriens (café berão), shilajit (ácido fúlvico) e tongkat ali.

 

No entanto, é importante notar que a maioria das pesquisas positivas foram realizadas em camundongos ou seres humanos inférteis com testosterona baixa.

 

Se você tem níveis saudáveis de testosterona, não há evidências provando a eficácia desses suplementos, no seu caso.

 

 

8. Siga um estilo de vida saudável e evite compostos tipo estrogênio

 

 

Existem vários outros fatores que podem afetar seus níveis hormonais.

 

Uma vida sexual saudável desempenha um papel importante na regulação dos níveis de hormônios sexuais.

 

A alta exposição a produtos químicos semelhantes ao estrogênio também pode afetar seus níveis, portanto, tente minimizar a exposição diária ao BPA, parabenos e outros produtos químicos encontrados em alguns tipos de plástico.

 

Não é surpresa para ninguém que o uso excessivo de álcool ou drogas, seja médico ou recreativo, também pode diminuir os níveis de testosterona.

 

Por outro lado, diversão, felicidade e sucesso podem ajudar a aumentar seus níveis de testosterona e a saúde em geral – por isso, certifique-se de seguir uma vida feliz e saudável.

 

E por que a testosterona é importante?

 

Quando os homens chegam à faixa dos 25 a 30 anos, os níveis de testosterona começam a diminuir. Isso pode ser um problema, porque existem evidências ligando baixos níveis de testosterona e obesidade, aumento de risco de doenças e morte prematura.

 

Não são só os homens que devem se preocupar com a testosterona, não. Mulheres também precisam de níveis saudáveis deste hormônio, bem como outros, como estrogênio e progesterona.

 

Portanto, todas as pessoas devem observar os níveis hormonais e tomar as medidas necessárias para regulá-los. Isso certamente vai melhorar a sua saúde, em geral.

Written by hello

Dieta do tipo sanguíneo: uma análise científica

8 dietas da moda que funcionam mesmo: Fórmula milagrosa ou risco para a saúde